terça-feira, 14 de fevereiro de 2017

Câncer de Mama - Fique por dentro e saiba como prevenir!!!

FIQUE POR DENTRO DO ASSUNTO E SAIBA COMO SE PREVENIR

POR QUE FAZER O AUTOEXAME 

- É fácil e você mesma faz.
- Conhecendo a sua mama, estará habilitada a identificar desvios de normalidade se ocorrerem.
- Detecção precoce leva a um tratamento com maior chance de sucesso.

QUANDO

- O melhor momento é logo depois da menstruação. 
- Após a menopausa, estabeleça a mesma data a cada mês.

COMO FAZER

- Em pé, em frente ao espelho, coloque as mãos na cintura.
- Após, com as mãos na nuca, incline o tórax para a frente.
- Observe e compare as duas mamas, tentando verificar sinais de alerta.

DEITADA

- Coloque um travesseiro abaixo do ombro direito.
- Mão direita atrás da cabeça.
- Mão esquerda apalpando a mama direita com a ponta dos dedos.
- Repita as manobras do outro lado.

FAZENDO O AUTOEXAME

- Pressione firmemente em movimentos circulares o tecido mamário. Você irá sentir a textura e o molde da mama.
- Compare o exame de uma mama com a outra. Quanto à pressão dos dedos: procure apalpar com a face interna (polpa dos três dedos médios). Se tiver dúvidas, procure seu médico.
- O movimento dos dedos pode ser circular, para cima e para baixo, no sentido de afastamento do mamilo e inverso.

SINAIS DE ALERTA 

- Nódulo (abaulamento da pele).
- Retração da pele.
- Desvio ou retração do mamilo.
- Edema de pele (inchume da mama).
- Aumento da vascularização localizada.
- Sangramento pelo mamilo.
• FonteServiço de Mastologia do Grupo Hospitalar Conceição

Início de 2017 visita ao Mastologista Dr. Luís Cláudio dos Santos

Mastologista Dr. Luís Cláudio dos Santos

Olá Guerreiras!!
Como vocês tem acompanhado, o início de 2017, agendo minhas consultas  com os meus médicos. Essa semana, foi com o conceituado mastologista Dr. Luís Cláudio dos Santos.
E graças a Deus, tudo ótimo com minha saúde. 
Fico muito feliz com essas boas novas.
Agora meu retorno será em outubro para novos check ups.
Vamos que vamos confiantes na cura!!
Atenciosa Lurdinha sempre alegre!!!

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2017

Retorno ao oncologista!! Tudo ok!! Ufaaaa!!!

Tudo ok!!! 
Olá Guerreiras!!!
Espero que tudo esteja correndo bem no tratamento de cada uma de vocês. 
Com certeza, precisamos ser guerreiras para enfrentar essa jornada de cirurgia, quimioterapia, radioterapia, medicamentos e seus efeitos. 
Não é nada fácil!!! Porém, chega um dia que termina essa labuta e começa somente a prevenção contra o Câncer de Mama. 
Para isso, precisamos visitar semestralmente os nossos médicos (oncologista, mastologista e cirurgião plástico, pois fiz mastectomia bilateral). Essas consultas e todos os exames solicitados, precisam fazer parte da nossa rotina!
Como faço uso do medicamento tamoxifeno, preciso também consultar semestralmente meu ginecologista. 
Dr. Renato Nogueira - Oncologista
Hoje, acabei de sair do meu querido e estimado oncologista Dr. Renato Nogueira da Costa, um profissional muito competente. Agradeço muito ter escolhido essa pessoa humana e generosa como meu médico.
Levei todos os exames solicitados e graças ao Pai Celestial estão todos ótimos!!  Uhuuuuuu!!!
Que maravilhaaaa!!
Para mim, essa notícia é maravilhoooosa!! 
Meu coração encheu de alegria e de querer viver cada dia mais, cheia de prazeres, de alegrias, de amor e desfrutar cada dia, cada momento, estar inteira no meu presente!! Muito Obrigada pela vida Senhor Jesus!!!!
Conversando animadamente com meu oncologista, ele me falou de uma oração maravilhosa e poderosa de Jabez, que compartilho com todas vocês:

"OH! DEUS ME ABENÇOE
E ME ALARGUES AS FRONTEIRAS,
QUE SEJA COMIGO A TUA MÃO E ME PRESERVES DO MAL,
DE MODO QUE NÃO ME SOBREVENHA AFLIÇÕES."

Que a Paz e o Amor de Cristo estejam sempre consigo e com os seus entes queridos, amém! 
Vamos que vamos confiantes na cura!! 


segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

Como limões podem ajudar a identificar câncer de mama

Como limões podem ajudar a identificar câncer de mama

Campanha 'Know Your Lemons' foi compartilhada milhares de vezes nas redes sociais. Limões são metáforas dos seios.


A campanha mostra em 12 limões os sinais do câncer de mama e o aspecto que a doença dá ao seio (Foto: Worldwide Breast Cancer)

As mulheres costumam achar que sabem quais são os sinais do câncer de mama, até o momento em que precisam examinar os próprios seios. Nessa hora, certezas dão lugar a dúvidas.
É um caroço o que estou sentindo? Devo me preocupar com essa ondulação na minha pele? O que exatamente estou tentando sentir?
Estas eram as preocupações da jovem designer Corrine Beaumont ao criar a campanha Know Your Lemons (Conheça Seus Limões, em inglês), que na última semana foi compartilhada mais de 32 mil vezes no Facebook. Corrine perdeu as duas avós para o câncer de mama, aos 40 e 62 anos.                 


Metáfora dos seios

Os limões passaram a ser uma metáfora dos seios, na busca da designer por uma maneira simples de mostrar os sintomas do câncer de mama.
Corrine descreve a caixa de ovos cheia de limões como uma imagem divertida para ajudar as mulheres a superarem o medo da doença.
"Algumas pacientes não querem falar sobre os seios ou olhar para eles", diz.
"Frequentemente, as mulheres usadas nas campanhas de combate à doença não parecem gente comum."
A campanha está sendo adotada nos Estados Unidos, Espanha, Turquia, Líbano e foi traduzida para 16 idiomas.
Corrine deixou o emprego e fundou a organização não governamental Worldwide Breast Cancer.

'Informação verdadeira'

Embora a campanha Know Your Lemons exista desde 2003, foi só agora que a sua imagem mais simbólica viralizou, depois de ser compartilhada nas redes sociais pela americana Erin Smith Chieze.
Ela foi diagnosticada com câncer em estágio avançado depois de descobrir que tinha uma covinha no seio.
Erin procurou o médico ao ver a foto dos limões mostrando como se parece um seio doente.
"Se não tivesse visto, por acaso, uma foto com informação verdadeira, eu não saberia o que procurar", postou Erin.
Muitos elogiam a campanha Know Your Lemons por ser colorida e clara - a mensagem importante não se perde em meio a muitas palavras.


O câncer de mama é o mais comum e o que mais mata as mulheres no mundo.
No Brasil, responde por cerca de 25% dos casos novos de câncer a cada ano, de acordo com o Instituto Nacional de Câncer (Inca).
Relativamente raro antes dos 35 anos, acima desta idade sua incidência cresce progressivamente, especialmente após os 50 anos.
Estatísticas indicam um aumento da sua incidência tanto nos países desenvolvidos quanto nos em desenvolvimento.
Existem vários tipos de câncer de mama. Alguns evoluem de forma rápida, outros, não. A maioria dos casos tem bom prognóstico.
A previsão do Inca em 2016 era de 57.960 casos de câncer de mama entre mulheres no Brasil.
Esse é o segundo tipo de tumor maligno mais comum entre as brasileiras, atrás apenas do câncer de pele não melanoma.
Uma pesquisa recente da ONG britânica Breast Cancer Care com 1 mil mulheres descobriu que um terço delas normalmente não examina os seios regularmente em busca de sintomas de câncer.
Enquanto 96% sabem que um caroço na mama pode ser um sinal de câncer, mais de um quarto delas não sabem que um mamilo invertido pode ser um sintoma.
Um caroço ou uma área do seio em que a pele está mais grossa são os sintomas mais comuns notados pelas mulheres, de acordo com o serviço de saúde britânico, o NHS.

Ajuda do limão

O professor de Oncologia Jayant Vaidya, do University College de Londres, diz que ondulações ou um achatamento do seio, principalmente quando a mulher levanta o braço ou se inclina para a frente, são importantes sinais precoces da doença,
"Além de sangramento ou secreção no mamilo, estes são os principais sinais precoces visíveis".
O especialista explica que veias aumentadas e seios inflamados são sintomas raros.
Erosão da pele, aspecto de casca de laranja e grandes inchaços são sinais de que a doença está em um estágio avançado, esclarece.
"Mostrar limões em uma caixa de ovos atrai o interesse para o assunto e ajuda as pessoas a lembrarem melhor dos sinais".
"Normalmente as mulheres encontram o 'novo' caroço no seio. É o sintoma mais comum e frequentemente o único".
Na Grã-Bretanha, é alto o número de mulheres alertas para a doença. A demora na busca de tratamento no país em geral se dá por medo ou por negação.
"Tratamentos modernos têm uma grande chance de sucesso e conseguem reduzir os danos causados pela própria terapia", diz o professor Vaidya.
No Brasil, informações e orientação sobre a doença podem ser encontradas nos sites do Inca, da ONG Fundação Laço Rosa e da Femama (Federação Brasileira de Instituições Filatrópicas de Apoio à Saúde da Mama), entre outros.
É importante estar alerta para as sensações e a aparência dos seios. Uma mudança no tamanho ou na forma, um caroço ou um espessamento da pele, devem ser levados a sério.

Exame de rotina

Jane Murphy, enfermeira especializada no cuidado de pacientes com câncer de mama, diz que as mulheres não devem ficar paranoicas sobre a doença.
"É importante que todo mundo conheça o próprio corpo e saiba como o seu seio é".
"Por exemplo, o autoexame pode fazer parte da rotina quando a mulher está passando cremes ou loções".
A ONG Cancer Research UK, que apoia pesquisas sobre a doença, lembra que a descoberta de um sinal diferente na mama não significa obrigatoriamente que a pessoa tem câncer.
"Mamilos invertidos, secreção ou brotoejas podem estar relacionados a outras condições médicas".
"Mas se você percebe mudanças naquilo que considera normal, deve procurar um médico", alerta.
"Ir logo ao médico também significa que, se for mesmo câncer, você terá a chance de fazer um tratamento bem-sucedido".

http://g1.globo.com/bemestar/noticia/como-limoes-podem-ajudar-a-identificar-cancer-de-mama.ghtml

quarta-feira, 4 de janeiro de 2017

Reconstrução imediata da mama reduz trauma de cirurgia após câncer!!!

Reconstrução imediata da mama reduz trauma de cirurgia após câncer



quarta-feira, 23 de novembro de 2016

Palestra no Outubro Rosa

Equipe Colégio Arnaldo em BH-MG 
Querida Thaís
 Olá Guerreiras!!!
Espero que cada uma de vocês estejam com o foco na cura e no crescimento pessoal, espiritual e emocional! Somos guerreiras e vamos vencer essa batalha! É o que desejo pra nós!!!!  
Estou aqui na luta semestral visitando meus queridos médicos, fazendo os exames e focando sempre na minha na cura.
Em outubro/16, fiquei muito feliz com o convite feito pela querida Thaís, funcionária do Colégio Arnaldo para preparar um bate papo sobre a Prevenção do Câncer de Mama para os funcionários desse conceituado colégio em Belo Horizonte.
Confesso que adorei!!! Fui muito bem recebida por todos e pude contar um pouco da minha experiência e ressaltar a importância da prevenção dessa doença. 
Agradeço muito o convite e a presença de todos no bate-papo.
Vamos que vamos viver cada dia, aproveitando as companhias, apreciando os detalhes e dividindo a nossa melhor parte. Não esquecendo, também, de sermos gratos pelo dom da vida!! 




quarta-feira, 5 de outubro de 2016

Esse cara é ele!! Dr. Renato Nogueira da Costa

Dr. Renato Nogueira - Oncologista
Olá Guerreiras!!!
Nessa última segunda, estive mais uma vez com o meu querido competente oncologista, Dr. Renato Nogueira.
Ele realmente é o cara!! Seu carinho, seu conhecimento, sua acolhida deixa todos os pacientes seguros e confiantes.
Vou ter que fazer alguns exames para investigar meus hormônios e ver a possibilidade de mudar de medicamento. Ao invés de continuar com o tamoxifeno, começar com o medicamento anastrozol.
O anastrozol e o tamoxifeno são caminhos diferentes para o mesmo objetivo. 
O anastrozol é utilizado depois que as mulheres passam pela menopausa, o estrogênio não é mais produzido pelos ovários. Por isso que preciso dos exames de sangue, para ver minhas taxas hormonais.
O anastrozol é inibidor da aromatase, bloquei sua ação e diminui a quantidade de estrogênio em mulheres na pós-menopausa.
O medicamento tamoxifeno é um dos tratamentos mais eficazes de câncer de mama, bloquea a ação do estrogênio, é um modulador de receptor de estrogênio seletivo.
Esses medicamentos são utilizados dependendo do estágio em que a doença da mulher se encontra.
Como estou no meio do caminho, com meus 52 anos, preciso saber, através dos exames, se posso mudar de medicamento, uma vez que o tamoxifeno está me trazendo gordura no fígado, fora os fogaços que são de matar, rs. Lido bem com os fogaços, deixo eles virem, fico calma, pois logo passam, só me deixam tremendamente suada! Affff!!!
Guerreiras, é importante saber que este tratamento não é livre de efeitos coletarais. Uma dica é tomar o medicamento acreditando na cura, sabendo que todo medicamento vem de DEUS e se vem Dele é para nos curar, amém!
Vamos que vamos confiantes!!! 


Outubro Rosa

Olá Guerreiras,
Entramos no Outubro Rosa e precisamos colaborar com a campanha para que o auto-exame, consultas médicas (mastologista/ginecologista), mamografias sejam presentes na rotina das mulheres para a prevenção do CA de Mama.
O ato de prevenir é amor!! 
O câncer de mama é uma doença grave, mas que pode ser curada. Quanto mais cedo ele for detectado, mais fácil será curá-lo. Se no momento do diagnóstico o tumor tiver menos de 1 centímetro (estágio inicial), as chances de cura chegam a 95%. 
Olha que maravilha!! 
A detecção precoce é, portanto, uma estratégia fundamental na luta contra o câncer de mama. Se a detecção precoce é a melhor estratégia, a principal arma para sair vitoriosa dessa luta é a mamografia, realizada uma vez por ano em toda mulher com 35 anos ou mais. 
É a partir dessa idade que o risco da doença começa a aumentar significativamente. 
A mamografia é o único exame diagnóstico capaz de detectar o câncer de mama quando ele ainda tem menos de 1 centímetro. Com esse tamanho, o nódulo ainda não pode ser palpado. 
Por isso, mantenham em dia suas mamografias, seus exames médicos e suas consultas. 
Uma dica: Sempre guardem as mamografias antigas e todos os exames importantes!!! 
Vamos que vamos confiantes!!
Viva o Outubro Rosa levando a conscientização!! Informação e atitudes salvam vidas!! 

terça-feira, 30 de agosto de 2016

Consulta ao oncologista Dr. Renato Nogueira

Dr. Renato Nogueira Oncologista 
Olá Guerreiras queridas e amadas!!!


Tenham fé, pois essa fase é passageira!! Já passei por isso. Sei que não é fácil, mas se aumentarmos nossa paciência, nosso humor, nossos aprendizados pela vida, conseguimos driblar com mais eficiência. Precisamos confiar na cura, com coragem, com bravura de guerreira chegamos lá! Só nos resta aprender que não vale a pena guardar amarguras, ressentimentos no coração.

Nesse último mês também estive com o meu estimado oncologista Dr. Renato Nogueira, um profissional competente, dedicado e além de tudo sensível. Fiz uma consulta de rotina e graças a Deus tudo está na normalidade. Só agradeço pelo dom da vida!!!


E nesse domingo, recebi pelo whatsapp, esse lindo poema escrito pelo Dr. Renato.
Vou compartilhar com vocês, pois é de uma sensibilidade ímpar. Espero que vocês gostem!!
Sempre confiantes! Muito confiantes!!




ODE AO SAGRADO By Renato Nogueira Somos partículas Divinas, Fragmentos dispersos de um Diamante Sublime. Nada nos roubará esta Condição, a menos que o desejemos e o permitamos. Somos Joia Rara, Preciosa, Única! Resta-nos aceitar e conscientizar de que somos Escolhidos, delicadamente esculpidos... à Semelhança! Mesmo que o reneguemos, Somos! Em algum momento da Travessia, o reconheceremos. Quanto mais cedo, melhor: mais branda, suave, fácil, aprazível esta será. Mais breve e céleres chegaremos ao Esperado Destino. Bem ali, de onde viemos, ao qual tornaremos, visita planejadamente curta, de fundamental aprendizado. Sua extensão tecemos os percalços criamos as vitórias construímos. Somos Partículas destinadas à Unificação do Todo Supremo em Dia de Redenção e Glória. Não há como negar esta Origem Sagrada, Inviolável, Eterna.

Consulta de rotina ao mastologista!!!


Mastologista Dr. Luiz Cláudio dos Santos

Bom dia Guerreiras!!!!


Semestralmente, faço consultas com o meu mastologista, Dr. Luiz Cláudio dos Santos.
Esse acompanhamento é necessário por cinco anos após o CA de Mama. 
Queridas, olha a minha expressão de felicidade??!!! Estou até vesga de alegria, rs, em saber que meus exames, minhas radiografias, meus ultrassons, meu hemograma estão ótimos!!! Confesso que todas às vezes fico apreensiva com os meus resultados. Mas temos que ir com fé, não é verdade?! Muito obrigada Senhor pela cura!! Muito obrigada pela cura de todos as Guerreiras!! Vamos que vamos confiantes firmes e fortes!! Buscando saúde, bem-estar e guardando somente alegrias no coração!!! 

quarta-feira, 10 de agosto de 2016

Pesquisa mostra vitamina D reduz o risco de câncer em 77 por cento; a indústria do câncer se recusa a apoiar a prevenção desta doença


Pesquisa mostra vitamina D reduz o risco de câncer em 77 por cento; a indústria do câncer se recusa a apoiar a prevenção desta doença

Um excitante trabalho de pesquisa realizado na Creighton University School of Medicine

em Nebrasca, revelou que os suplementos de vitamina D e cálcio podem reduzir o seu risco de câncer em 77 por cento, o que é surpreendente. Isso inclui o câncer de mama, de cólon, de pele e outras formas de câncer. Esta pesquisa fornece provas novas e sólidas de que, isoladamente, a vitamina D é o medicamento mais eficaz contra o câncer ultrapassando de longe os benefícios de qualquer fármaco contra o câncer conhecido pela ciência moderna.

O estudo envolveu 1179 mulheres saudáveis do Nebrasca rural. A um grupo de mulheres foi administrado cálcio (cerca de 1500 mg por dia) e vitamina D (1100 UI por dia), enquanto a outro grupo foi administrado placebo. Durante quatro anos, o grupo que recebeu os suplementos de cálcio e vitamina D revelou uma diminuição de 60 por cento do número de cânceres. Considerando apenas os últimos três anos do estudo, observa-se uma redução impressionante de 77 por cento do câncer devido aos suplementos. (O press release completo deste estudo está incluído abaixo. Fornece mais detalhes sobre as descobertas.)
Note-se que estes efeitos surpreendentes foram obtidos com aquilo que muitos nutricionistas consideram ser uma dose baixa de vitamina D. A exposição à luz do sol, que cria ainda mais vitamina D no organismo, não foi testada nem considerada e é provável que a qualidade dos suplementos de cálcio não fosse tão elevada como poderia ter sido (provavelmente era carbonato de cálcio e não malato de cálcio, aspartato de cálcio e formas semelhantes de alta qualidade). O que significa tudo isto? Significa que se tomarmos suplementos de cálcio de alta qualidade e nos expusermos bastante à luz do sol natural ou se tomarmos suplementos de vitamina D da mais elevada qualidade (como os que são produzidos a partir de óleo de peixe), você poderia obter facilmente obter uma redução superior aos 77 por cento registrados neste estudo.
Se acha surpreendente que a American Cancer Society  que reivindica ser contra o câncer  venha dissuadir as pessoas de tomarem suplementos que reduzem em 77 por cento o risco de contraírem câncer, é porque não sabe muito sobre a ACS.  A ACS é a organização sem fins lucrativos mais rica da América e tem laços muito estreitos com as empresas farmacêuticas, as empresas que produzem equipamento para mamografia e outras empresas que lucram com o câncer. 
A indústria do câncer é uma indústria de muitos bilhões de dólares e já escrevi extensivamente sobre as organizações criminosas que protegem e favorecem esta indústria. Praticamente tudo o que é dito ao público sobre o câncer por estas instituições do câncer é mentira. As passeatas contra o câncer, a chamada “corrida pela cura do câncer”, são um embuste completo (elas não estão efetivamente à procura de formas de prevenir ou de curar o câncer, só estão à procura de novos medicamentos patenteados para lucrarem com o câncer).
Esta pesquisa sobre a vitamina D constitui uma enorme ameaça para aqueles que lucram com a indústria do câncer, porque revela uma forma gratuita de prevenir o câncer  procurar a exposição à luz do sol natural e deixar a nossa pele produzir o seu próprio medicamento potente contra o câncer (a vitamina D). A ideia de que a indústria do câncer possa perder 80% dos seus pacientes devido ao conhecimento generalizado sobre a vitamina D e a luz do sol aterroriza a indústria do câncer. O que está em jogo aqui são bilhões de dólares em lucros com o câncer, pelo que os grupos pró-câncer têm de fazer tudo o que está ao seu alcance para desacreditar a vitamina D, criando dúvidas e confusão. O grau de desonestidade que encontramos aqui é quase inacreditável para aqueles que não sabem, de fato, o que se está se passando na indústria do câncer.



Prevenção do câncer de forma saudável: Olha a dica!!!

Deixem-me dizer-lhe como é que eu previno o câncer. Assumo longas caminhadas no deserto sem camisa e não uso protetor solar. Me exponho aos raios solares durante muitas horas todas as semanas e nunca recebo uma queimadura solar porque como superalimentos muito ricos em antioxidantes, bagas e produtos frescos.
Bebo uma batida de superalimentos crus todas as manhãs, feita de produtos frescos e superalimentos. As minhas duas receitas favoritas são chocolate (com cacau bruto, óleo de coco ou óleo de noz de macadâmia, abacate verde,  quinoa, banana e leite de amêndoas) e super bagas (bagas frescas, bagas liofilizadas, proteína de clara de ovo, stévia, gel de aloé vera, pepino fresco ou melancia, aipo).
Não aplico na pele nenhum produto de cuidados pessoais: desodorizantes, perfumes, cremes para a pele, cosméticos e protetores solares. Só isso me poupa à exposição a centenas de produtos químicos tóxicos que provocam câncer adicionados aos produtos de cuidados pessoais. Recuso-me a utilizar detergentes químicos para lavar a roupa e, em vez disso, utilizo sabão natural para lavar a roupa que cresce nas árvores: bagas de sabão natural que vendemos como substituto para os detergentes químicos para lavar a roupa.
Uma das melhores formas de manter a população sofrendo do câncer consiste em criar deficiências nutricionais a longo prazo que conduzem ao câncer. O governo dos EUA fáz isso mantendo as recomendações relativas à vitamina D artificialmente baixas, garantindo assim, praticamente, que qualquer pessoa que siga as recomendações eventualmente venha a ser diagnosticada com câncer. A deficiência de vitamina D é a principal causa do câncer da mama.
A maioria dos nutricionistas educados concorda que a dose diária de vitamina D para um adulto deva ser de pelo menos 1000 UI, talvez tão altas quanto 1400. Mas oInstitute of Medicine (IoM) dos EUA, que controla as recomendações sobre estas questões, afirma atualmente que os adultos com menos de 50 anos só precisam de 200 UI de vitamina D por dia. Esta política é, na minha opinião, uma conspiração organizada para manter a população americana doente ao garantir que a sua alimentação seja deficiente em nutrientes anti-cancerígenos. Serve os interesses de todas as empresas poderosas e organizações sem fins lucrativos que mandam em Washington. E sim, é uma conspiração. Eu tenho documentada com muito mais detalhes no meu livro, “Natural Health Solutions and the Conspiracy to Keep You From Knowing About Them“, que revela detalhes chocantes, documentos e fotos que mostram como a medicina moderna é um sistema literalmente concebido para manter as pessoas num estado de doença crônica.
Desacreditar estratégias de prevenção do câncer simples, gratuitas e seguras também é criminoso e, contudo, é isso que a American Cancer Society parece fazer sempre que tem uma oportunidade. Conspirar para tirar proveito do sofrimento de outros seres humanos é perversidade. E, no entanto, é nisso que assenta toda a base de receitas da indústria do câncer: manter as pessoas vivas durante um tempo suficiente para as “tratar” com produtos químicos tóxicos com um preço excessivo, que podem ser cobrados da assistência médica com margens de 50.000% sobre o seu custo de fabricação.
O câncer é um negócio muito, muito grande. E a cura do câncer é uma ameaça para todos os criminosos que participam nessa indústria: os empregados sem fins lucrativos, oncologistas, médicos, reguladores federais, executivos de empresas farmacêuticas, professores de propaganda das escolas de medicina, representantes das farmacêuticas e muitos outros. Estas pessoas não podem permitir que o câncer seja prevenido ou curado. Os seus empregos e as suas carreiras estarão em jogo.
Aqui vai uma estatística surpreendente: sabiam que a redução da taxa de mortalidade por câncer em apenas 1% valeria quase 500 bilhões de dólares para a economia dos EUA ao longo dos próximos cem anos ou algo próximo disso? (Fonte: Centers for Disease Control and Prevention.) Reduzam a taxa de câncer em 10% e vale 5 triliões de dólares para a economia. (Estes ganhos devem-se ao aumento da produtividade e do tempo de vida dos trabalhadores contribuintes.)
Sabemos agora que a vitamina D e o cálcio podem reduzir as taxas de câncer em 77 por cento. Façam as contas e constatarão que a luz do sol e o cálcio podiam resultar num reforço de 38,5 triliões de dólares para a economia dos EUA ao longo do próximo século.
Esta produtividade econômica é suficiente para pagar toda a nossa dívida nacional, construir escolas novas em todos os bairros e cidades do país, oferecer ensino superior gratuito a todos os jovens que quiserem ir para a universidade, investir bilhões em novas tecnologias energéticas e até mesmo financiar campanhas maciças de educação sanitária para manter a nossa população saudável. Trinta e oito trilhões de dólares é muito dinheiro. Com esse tipo de abundância acrescida, podíamos construir uma sociedade totalmente nova de saúde, riqueza e educação.
As curas para o câncer estão por todo o lado: luz do sol, ervas da floresta tropical, alimentos anti-cancerígenos e superalimentos, etc. As causas do câncer são bem conhecidas: produtos químicos tóxicos nos alimentos, cosméticos, produtos de cuidados pessoais, produtos de limpeza doméstica, etc. Por conseguinte, por que motivo nós, como nação, não tomamos medidas para banir as coisas que provocam câncer, promovendo ao mesmo tempo as coisas que previnem o câncer?
O motivo, uma vez mais, é porque há aqui muito dinheiro em jogo. As empresas comandam e enquanto forem elas a ditarem as regras do jogo as estratégias de tratamento ou prevenção do câncer que, de fato, funcionam não serão pura e simplesmente toleradas.

Press Release de Creighton

Segue-se o press release sobre os novos resultados sobre a vitamina D e a prevenção do câncer:
OMAHA, Neb., 8 de Junho  A maioria dos americanos, e não somente, não toma quantidades suficientes de vitamina D, um fato que poderá aumentar significativamente o risco de virem a contrair câncer, de acordo com um estudo de referência realizado pela Creighton University School of Medicine.
O estudo randomizado com a duração de quatro anos acompanhou 1179 mulheres saudáveis na pós-menopausa, da zona oriental do Nebrasca rural.* As participantes que tomaram cálcio e também uma quantidade de vitamina D3 cerca de três vezes superior à Ingestão Diária Recomendada (IDR) para adultos de meia idade, revelaram uma redução drástica igual ou superior a 60 por cento do risco de câncer relativamente às mulheres que não tomaram a vitamina.
Os resultados do estudo, realizado entre 2000 e 2005, foram relatados na edição online de 8 de Junho do American Journal of Clinical Nutrition.
“Os resultados são muito animadores. Confirmam aquilo que vários defensores da vitamina D suspeitavam há algum tempo, mas que, até agora, não tinham sido fundamentados através de ensaios clínicos”, afirmou a pesquisadora principal Joan Lappe, Ph.D., R.N., professora de medicina de Creighton e titular da Criss/Beirne Endowed Chair na Escola de Enfermagem. “A vitamina D é uma ferramenta crítica na luta contra o câncer assim como contra muitas outras doenças.”
Outros pesquisadores de Creighton envolvidos no estudo incluíram Robert Recker, M.D.; Robert Heaney, M.D.; Dianne Travers-Gustafson, M.S.; e K. Michael Davies, Ph.D.
As participantes na pesquisa tinham todas 55 anos ou mais e não tinham tido um diagnóstico de câncer pelo menos nos 10 anos anteriores à entrada para o estudo de Creighton. As participantes foram aleatoriamente divididas em grupos para tomarem doses diárias de 1400 a 1500 mg de suplemento de cálcio, mais 1100 UI de vitamina D3, ou placebos. O National Institutes of Health financiou o estudo.
Ao longo de quatro anos, as mulheres pertencentes ao grupo do cálcio/vitamina D3 revelaram uma diminuição de 60 por cento no risco de câncer relativamente ao grupo que tomou placebos.
Partindo da premissa de que algumas mulheres entraram para o estudo com cânceres não diagnosticados, os pesquisadores eliminaram então os resultados do primeiro ano e consideraram os últimos três anos do estudo. Quando o fizeram, os resultados tornaram-se ainda mais impressionantes com o grupo do cálcio/vitamina D3 revelando uma redução de 77 por cento do risco de câncer, o que é espantoso.
Na análise de três anos, não houve nenhuma diferença estatisticamente significativa na incidência de câncer entre as participantes que tomaram placebos e as que tomaram apenas suplementos de cálcio.
Durante o estudo, 50 participantes desenvolveram cânceres sem ser da pele, incluindo cânceres de mama, de cólon, de pulmão e outros.
Segundo Lappe, são necessários mais estudos para determinar se os resultados da pesquisa de Creighton se aplicam a outras populações, incluindo homens, mulheres de todas as idades e grupos étnicos diferentes. Embora o estudo estivesse aberto a todos os grupos étnicos, todas as participantes eram de raça branca, observou ela.
Cada vez há mais provas de que uma ingestão mais elevada de vitamina D pode ser útil na prevenção e tratamento do câncer, hipertensão, fibromialgia, diabetes mellitus, esclerose múltipla, artrite reumatoide e outras doenças.
Os seres humanos fabricam a sua própria vitamina D3 quando se expõem à luz do sol. De fato, bastam 10 a 15 minutos por dia de exposição ao sol brilhante do verão para criar grandes quantidades da vitamina, afirmou Lappe. No entanto, as pessoas devem ter cautela porque a radiação ultravioleta B do sol também pode provocar câncer da pele; os protetores solares bloqueiam a maior parte da produção de vitamina D.
Além disso, a latitude na qual vivemos e a nossa ascendência também influenciam a capacidade do nosso organismo para converter a luz do sol em vitamina D. As pessoas com pele escura têm mais dificuldade em fabricar a vitamina. As pessoas que vivem em latitudes a norte do paralelo 37º  Omaha está próxima do paralelo 41º  não conseguem obter a sua vitamina D de forma natural durante os meses de Inverno devido ao ângulo do sol. Em geral, os especialistas concordam que a IDR** de vitamina D precisa de ser substancialmente aumentada, mas mantém-se o debate quanto à quantidade. Os suplementos estão disponíveis em duas formas  vitamina D2 e vitamina D3. Os pesquisadores de Creighton recomendam a vitamina D3, porque é mais ativa e portanto mais eficaz no ser humano.
** As recomendações relativas à IDR de vitamina D são 200 UI/d, do nascimento aos 50 anos de idade; 400 UI/d, dos 50 aos 70 anos; e 600 UI/d, acima dos 70 anos.
https://vitaminadbrasil.org/2013/02/14/a-vitamina-d-reduz-o-risco-de-cancer-em-77-por-cento-a-industria-da-doenca-se-recusa-a-apoiar-a-prevencao-desta-doenca/